Quatro histórias ao modo quase clássico – Harold Brodkey [Breve comentário]

Inspirada pelos VEDAs no YouTube e pela iniciativa DEDO da Cláudia, resolvi fazer, no mês de outubro, uma postagem por dia no blog. Não costumo me preocupar com a quantidade de atualizações por aqui, mas achei que seria bom registrar leituras que acabam não virando texto ou mesmo responder alguma tag, além dos textos de sempre. No geral serão brevíssimos comentários e vou começar falando de uma leitura que fiz nesse mês de setembro.

interlunio38-brodkeyQuatro histórias ao modo quase clássico – Harold Brodkey
Essa foi uma leitura para o Projeto Para ler como um escritor. São quatro contos, sendo um deles um relato auto-biográfico bastante extenso (os demais parecem ser auto-biográficos também, mas não tenho certeza). São histórias que remetem a um processo de descoberta, de passagem da infância para o início da vida adulta, mas narrado de uma forma bem crua, detalhista e dura. Não é o tipo de escrita que me agrada e a abordagem dos temas não me provocou compaixão. Sabe quando alguém fala de si mesmo e de seus problemas de uma forma chata, que não faz diferença a quem está em volta? De qualquer forma o autor é muito aclamado e provavelmente eu não consegui captar suas qualidades, ainda mais sabendo que a edição original tem bem mais contos que a versão brasileira.

Anúncios

Deixe um comentário e eu responderei aqui mesmo. Obrigada pela visita!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s