Projetos e Desafios de Leitura

Eu não precisava de mais projetos de leitura, mas acabei adicionando dois à minha lista: ler os 100 melhores romances de todos os tempos segundo a revista TIME e participar do Desafio Livrada! 2015. O primeiro é tranquilo porque não existem prazos, mas o segundo tem que ser concluído este ano. Eles vão se juntar ao Projeto Para ler como um escritor, Projeto Mulheres Modernistas e Projeto Kundera. Quem quiser saber mais aqui eu falo sobre todos. E quem quiser participar de algum, fique à vontade!

Projeto Os 100 melhores romances de todos os tempos segundo a revista TIME

1. As aventuras de Augie March – Saul Bellow
2. Todos os homens do rei – Robert Penn Warren
3. Pastoral Americana – Philip Roth
4. Uma tragédia americana – Theodore Dreiser
5. A Revolução dos Bichos – George Orwell (LIDO)
6. Encontro em Samarra – John O’Hara
7. Are You There God? It’s Me, Margaret – Judy Blume
8. The Assistant – Bernard Malamud
9. At Swim-Two-Birds – Flann O’Brien
10. Reparação – Ian McEwan (LIDO)
11. Amada – Toni Morrison
12. The Berlin Stories (Os destinos do Sr. Norris e Adeus a Berlin) – Christopher Isherwood
13. O sono eterno – Raymond Chandler (LIDO)
14. O assassino cego – Margaret Atwood
15. Meridiano de sangue – Cormac McCarthy
16. Memórias de Brideshead – Evelyn Waugh
17. A ponte de São Luís Rei – Thornton Wilder
18. Um fio de esperança – Henry Roth
19. Ardil 22 – Joseph Heller
20. O apanhador no campo de centeio – J.D. Salinger (LIDO)
21. Laranja Mecânica – Anthony Burgess (LIDO)
22. As confissões de Nat Turner – William Styron
23. As correções – Jonathan Franzen
24. O leilão do lote 49 – Thomas Pynchon
25. A Dance to the Music of Time – Anthony Powell
26. O dia do gafanhoto – Nathanael West
27. A morte vem buscar o arcebispo – Willa Cather
28. Uma morte em família – James Agee
29. A morte do coração – Elizabeth Bowen
30. Amargo pesadelo – James Dickey
31. Dog Soldiers – Robert Stone
32. Sobrevivendo na prisão – John Cheever
33. A mulher do tenente francês – John Fowles
34. O carnê dourado – Doris Lessing
35. Go Tell it on the Mountain – James Baldwin
36. E o vento levou – Margaret Mitchell
37. As vinhas da ira – John Steinbeck (LIDO)
38. O arco-íris da gravidade – Thomas Pynchon
39. O grande Gatsby – F. Scott Fitzgerald (LIDO)
40. Um punhado de pó – Evelyn Waugh
41. O coração é um caçador solitário – Carson McCullers
42. O coração da matéria – Graham Greene
43. Herzog – Saul Bellow
44. Housekeeping – Marilynne Robinson
45. Uma casa para o Sr. Biswas – V.S. Naipaul
46. Eu, Claudio – Robert Graves
47. Graça Infinita – David Foster Wallace
48. Homem Invisível – Ralph Ellison
49. Luz em agosto – William Faulkner
50. O Leão, a Bruxa e o Guarda-roupa – C.S. Lewis
51. Lolita – Vladimir Nabokov (LIDO)
52. O senhor das moscas – William Golding
53. O senhor dos anéis – J.R.R. Tolkien (LIDO)
54. Loving – Henry Green
55. The Moviegoer – Walker Percy
56. Lucky Jim – Kingsley Amis
57. O homem que amava crianças – Christina Stead
58. Os filhos da meia-noite – Salman Rushdie
59. Grana – Martin Amis
60. Mrs. Dalloway – Virginia Woolf (LIDO)
61. Almoço Nu – William Burroughs
62. Filho Nativo – Richard Wright
63. Neuromancer – William Gibson (LIDO)
64. Não me abandone jamais – Kazuo Ishiguro
65. 1984 – George Orwell (LIDO)
66. On the Road – Jack Kerouac (LIDO)
67. Um estranho no ninho – Ken Kesey
68. O pássaro pintado – Jerzy Kosinski
69. Fogo Pálido – Vladimir Nabokov
70. Uma passagem para a Índia – E.M. Forster
71. Play It As It Lays – Joan Didion
72. Complexo de Portnoy – Philip Roth
73. Possessão – A.S. Byatt
74. O poder e a glória – Graham Greene
75. The Prime of Miss Jean Brodie – Muriel Spark
76. Coelho, corre – John Updike
77. Ragtime – E.L. Doctorow
78. The Recognitions – William Gaddis
79. Safra Vermelha – Dashiell Hammett
80. Foi apenas um sonho – Richard Yates (LIDO)
81. O céu que nos protege – Paul Bowles
82. Matadouro 5 – Kurt Vonnegut (LIDO)
83. Snow Crash – Neal Stephenson
84. The Sot-Weed Factor – John Barth
85. O som e a fúria – William Faulkner
86. O cronista esportivo – Richard Ford
87. O espião que saiu do frio – John le Carre
88. O sol também se levanta – Ernest Hemingway
89. Seus olhos viam Deus – Zora Neale Hurston
90. O mundo se despedaça – Chinua Achebe
91. O sol é para todos – Harper Lee (LIDO)
92. Ao farol – Virginia Woolf
93. Trópico de Câncer – Henry Miller
94. Ubik – Philip K. Dick
95. Under the Net – Iris Murdoch
96. À sombra do vulcão – Malcolm Lowry
97. Watchmen – Alan Moore e Dave Gibbons
98. Ruído branco – Don DeLillo
99. Dentes brancos – Zadie Smith
100. Vasto mar de sargaços – Jean Rhys

Desafio Livrada! 2015 – HIGHWAY TO THE DANGER ZONE

Este desafio vale apenas para o ano de 2015 e é um oferecimento do blog Livrada!
1 – um livro policial: O talentoso Ripley, de Patricia Highsmith.
2 – um livro infanto-juvenil: O mágico de Oz, de L. Frank Baum.
3 – um livro de ficção científica: A guerra dos mundos, de H.G. Wells.
4 – um livro escrito antes do século 20: David Copperfield, de Charles Dickens (LIDO).
5 – um livro de ensaios, artigos ou crítica literária: Como funciona a ficção, de James Wood.
6 – um livro que você já está querendo ler há mais de dois anos: Dois irmãos, de Milton Hatoum (LIDO).
7 – um romance com protagonista feminino: A imortalidade, de Milan Kundera (LIDO).
8 – um romance africano: Os transparentes, de Ondjaki.
9 – uma peça de teatro: Cyrano de Bergerac, de Edmond Rostand.
10 – um romance de realismo maravilhoso latino-americano: A hora dos ruminantes, de José J. Veiga.
11 – um livro que todo mundo diz que merece uma chance mas você acha que não: A vida do livreiro A. J. Fikry, de Gabrielle Zevin.
12 – uma biografia: A talentosa Highsmith, de Joan Schenkar.
13 – um livro-reportagem: Retratos londrinos, de Charles Dickens.
14 – um livro que virou filme: Breve romance de sonho, de Arthur Schnitzler.
15 – Pastoral Americana, de Philip Roth.
Anúncios

14 comentários sobre “Projetos e Desafios de Leitura

  1. Até pensei em participar do Livrada desse ano, mas não estou muito bem com os dois desafios que entrei – ainda não li o livro desse mês do DL Skoob 😦

    Gostei da ideia de ler os 100 melhores romances… Alguns que estão na lista quero ler esse ano, como o Herzog do Saul Bellow 🙂 Acho que vou me propor esse projeto de leitura, e me desafiar (hehe) porque romance, e romances importantes, é algo que estou lendo cada vez menos.

    Beijos!

    1. Maura, eu estou com medo de não dar conta do Desafio Livrada porque tem prazo, mas vou tentar.
      Eu já estou com listas enormes mas achei essa lista da Time legal, apesar de só ter livros escritos em inglês. Minha intenção é sempre conhecer novos autores e aqui há muitos! Depois me conta se você vai seguir a lista também. Beijinhos!!! =)

  2. Esse projeto da revista Time é muito interessante porque tem livros muito diferentes, acho que alguns nem foram traduzidos para o português. Quanto ao desafio Livrada, ano passado eu não consegui concluir dois itens, mas gostei porque dá mais liberdade, a gente pode escolher o que quiser. Esse ano vou tentar novamente. Boa sorte com seus projetos. Beijos!

    1. Obrigada, Flávia! Pois é, essa lista da Time tem muitos títulos que não foram traduzidos, mas muitos dá pra conseguir em edições antigas brasileiras, já estou dando uma olhada na Estante Virtual e pensando em comprar alguns. Beijinho!!!

  3. Oi, Lua! Quero muito participar do Desafio Livrada! Mas tenho quase certeza de que não vou conseguir cumprir o prazo… Ele tem novas edições todos os anos? Porque aí eu posso fazer isso em 2016. Isso porque, além de a minha vida estar mais corrida que o normal ultimamente, eu já estou em um desafio, o #DesafioBettyEdwards (que você pode conferir lá no meu blog).
    Vou checar pra ver com é o Projeto Para Ler Como Escritor. Isso me despertou a curiosidade! Rs
    E você tem um banner? Gostaria de trocar banners ou links com o meu blog?
    Um abraço,
    Mona
    http://www.literasutra.com

  4. Lua, que projeto maravilhoso esse da Time!! Acho que vou fazer 🙂 vai coincidir com muitas leituras que já quero fazer para o da Rory, então aproveito!!

    Beijos!

    1. Tati, faça mesmo! Se você quiser posso te enviar alguns dos livros, à medida que eu for lendo. Tem uns bem antigos que vou só ler, não vou guardar e eles não têm edições novas. Beijinho!!

  5. Vou fingir que não vi esses desafios aqui e sair assobiando… hahaha
    Gostei muito da lista da Times. Vários deles fazem parte do “1001 Livros para ler antes de morrer” e já estão na minha lista de leituras futuras (beeeeem futuras).
    Boa sorte com seus desafios! 🙂

  6. Cuidado com esse tipo de lista, a revista Times é anglo-saxonica, por isso dá primazia a escritores de língua inglesa esquecendo-se de uma série enorme de escritores e livros bem melhores que mais de metade daqueles que aí aparecem. Só para dar um pequeno ex, de vergonhosos esquecimentos:

    Gabriel Garcia Marquez
    José Saramago
    Gunter Grass
    Isabel Allende
    Simon de Beuvoir
    Stanislaw Lem
    Milan Kundera
    Herman Hess
    Antonio Tabucchi
    Franz Kafka
    Roger Martin du Gard
    Dostoiewsky
    Albert Camus
    Heinrich Böll
    Boris Vian
    Arkadi Strugatsky
    Robert Müsil
    Italo Calvino
    Jean-Paul Sartre
    Thomas Mann
    Umberto Eco
    Jorge Amado
    Mia Couto

    qualquer livro destes escritores entraria sempre “nos 100 melhores romances de todos os tempos” e muitos mais livros existem 1001 vezes melhores, que muitos que aí estão nessa triste lista da times 😉

    1. Olá, Hugo, eu tenho consciência de que esta lista é apenas de literatura em língua inglesa, na própria revista eles comentam isso. Obviamente que estes não são os melhores romances de todos os tempos, até porque nenhuma lista é definitiva e alguns livros que já li dela eu não colocaria em nenhuma lista de literatura importante. Essa lista me serve apenas como um panorama de livros a conhecer, por sua popularidade e por curiosidade minha. Isso não significa que eu só leia livros dela, já li a maioria dos autores que você citou, a lista serve apenas como um projeto de leitura, nada mais.

      1. Eu gosto da sua ideia dos projectos de leitura, nomeadamente o das “Mulheres modernistas” ou o do “Kundera”.
        Para mim o problema deste projeto é quando se autoproclama “Os 100 melhores romances de todos os tempos” isto leva ao engano. Esta arrogância anglo-saxónica, como quem diz que apenas eles existem e apenas o que eles pensam e dizem é importante no mundo.
        Se o projeto tem esse nome, então devia ser heterogéneo e abranger o máximo de boa literatura a nível mundial. Caso contrário devia mudar de nome para algo como: “Os 100 melhores romances de todos os tempos para os anglo-saxões” 😉

        1. O nome do projeto segue o nome da lista feita pela revista Time, acho melhor você reclamar com eles (e como é um projeto pessoal e só diz respeito a mim mesma – que estou consciente do que implica a lista – não vejo nenhum problema). =)

Deixe um comentário e eu responderei aqui mesmo. Obrigada pela visita!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s