As leituras de 2014

2014 foi um ótimo ano de leituras! Apesar de ter lido apenas 60 livros, foram 15.165 páginas lidas, bem mais do que o ano passado, o que significa que neste ano dei preferência por livros longos. Este ano consegui participar de todas as leituras oficiais do fórum e os projetos de leitura até que foram bem. Li muita literatura americana e britânica e pouca literatura brasileira, em relação ao ano passado. Infelizmente, dos 60, foram apenas 18 livros escritos por mulheres.

Os melhores
14_fazenda51_middle28_matadouro48_duna
As minhas melhores leituras foram A Fazenda Africana e Middlesex. Os dois carregam as características que mais gosto nos livros: boa escrita, bons personagens e leitura prazerosa. Não foi diferente com Matadouro 5 e Duna, que foram, sem dúvida, as leituras mais divertidas.

Os piores
16_subita34_lualar41_lolita49_doist
Morte Súbita, da J.K. Rowling, foi um susto: a autora parece que quis provar alguma coisa ao fugir tanto do seu estilo da série Harry Potter. O resultado é um livro seco e desagradável, com personagens mais desagradáveis ainda. Lua de Larvas é uma distopia juvenil bem insossa, uma reciclagem das distopias clássicas com intenção de fofura. Lolita, de Nabokov, foi uma decepção grande. O belo estilo de escrita do autor não foi suficiente para me fazer gostar de uma história incrivelmente chata. Por fim, a pérola da tortura: Amor em dois tempos, de Lívia Garcia-Roza. Dei esse livro de presente de amigo secreto e fiquei curiosa para ler, mas quando acabei me arrependi de ter dado. Uma história que não leva a lugar nenhum, personagens sem consistência, expectativas construídas que não levam a nada e repetição sem fim das mesmas situações.

Meta de 60 livros
Até que foi cumprida, às custas de alguns quadrinhos e livros bem curtos no final do ano.

Clássicos do ano
20_howardsend_book21_tomjones26_letra39_amarelinha41_lolita
Alguns clássicos que li: Howards End, do E.M. Forster, Tom Jones, do Henry Fielding, A letra escarlate, de Nathaniel Hawthorne, O Jogo da Amarelinha, do Julio Cortázar e Lolita, de Vladimir Nabokov.

Quadrinhos
12_persep18_piteco24_y33_fab_0354_cases
Parece que a cada ano que passa eu leio menos quadrinhos. Mas tive um saldo bom: li Persépolis, da Marjane Satrapi; 2 volumes do Graphic MSP, Piteco e Bidu; os 10 volumes da saga Y, de Brian K. Vaughan; uns dois ou três volumes de Fábulas, de Bill Willinghan e o relançamento de Violent Cases, de Neil Gaiman e Dave McKean. Os preferidos foram Persépolis e Y.

Fórum Entre Pontos e Vírgulas
59_200126_letra36_secreta
Se não me engano, as melhores discussões foram: 2001, uma odisseia no espaço, A letra escarlate e A história secreta, de Donna Tartt. Com exceção de Lolita, gostei muito de todas as leituras.

Leituras marcantes
04_menina13_degrau36_secreta44_inverno447_americanah
Foram leituras que por algum motivo não marquei com 5 estrelas mas que causaram muito boa impressão em mim. Travessuras da menina má, que é daqueles livros que são apenas gostosos de ler; No degrau de ouro, um livro de contos que me marcou, com uma autora que me intriga muito; A história secreta, uma narrativa que eu não conseguia parar de ler com uma escrita deliciosa; Diário de Inverno, um livro simples que me surpreendeu e Americanah, de Chimamanda Ngozi Adichie, com uma escrita um tanto genérica, que me incomodou um pouco no começo, mas um livro com muita força e personagens incríveis.

Projetos de leitura
E os projetos, andaram? Do Projeto Kundera infelizmente não li nenhum livro, mas os outros projetos andaram.
10_distante13_degrau23_road31_suave41_lolita

40_cheever27_autoalice42_mulherzinhas02_mansf56_sono
Para o Projeto Para ler como um escritor, li 10 livros: Um episódio distante, de Paul Bowles; No degrau de ouro, de Tatiana Tolstaya; Foi apenas um sonho, de Richard Yates; Suave é a noite, de F. Scott Fitzgerald; Lolita, de Vladimir Nabokov; 28 contos de John Cheever; A autobiografia de Alice B. Tocklas, de Gertrude Stein; Mulherzinhas, de Louisa May Alcott; Contos, de Katherine Mansfield; e O sono eterno, de Raymond Chandler. A maioria proporcionou leituras excelentes.
14_fazenda25_amante27_autoalice46_michele02_mansf
O Projeto Mulheres Modernistas também foi muito bem e todas as leituras foram maravilhosas: A fazenda africana, de Karen Blixen; O amante, de Marguerite Duras; A autobiografia de Alice B. Tocklas, de Gertrude Stein; Caro Michele, de Natalia Ginzburg; e Contos, de Katherine Mansfield.