Livros e Leituras de Fevereiro e Março

Nos dois últimos meses tive boas leituras e adquiri coisas novas para a estante:

17_fev-mar

Começei completando minha coleção do Livro das Mil e uma Noites, que devo ter começado em 2009. Por sinal, na época cheguei a ler a metade do volume 1 e nunca terminei, não lembro o porquê, mas estava gostando muito. Também de coleção adquiri o volume 4 do The Absolute Sandman. Essa versão está sendo lançada no Brasil pela Panini, mas eu acabei preferindo a edição americana, não só pela linda capa de couro, como por achar que seria interessante reler no original, já que todas as minhas outras versões são brasileiras. Eu devo ter umas 4 edições diferentes de Sandman, tanto em revistas avulsas como encadernados, mas nunca consegui completar nenhuma; sempre que vou reler eu começo com uma e vou para outra, mas espero que essa agora eu consiga todos os volumes.

Ainda em quadrinhos, Retalhos e Habibi, do Craig Thompson. Eu não tenho dúvida de que irei gostar de ambos, mas estou mais empolgada ainda para ler Habibi. O mangá Solanin, de Inio Asano e o livro Matadouro 5, de Kurt Vonnegut são livrinhos de bolso muito recomendados pela Luara e eles me chamaram da prateleira da L&PM. Também veio pra casa O Sentido de um Fim, para a discussão no Fórum Literário. De todos que comprei foi o único que li até agora.

Por fim, dois livros infantis: Ela tem olhos de céu, da minha amiga Socorro Acioli, que veio com um lindo button para quem comprou no dia do lançamento, e Peter e Wendy, de J.M. Barrie, em uma edição bem legal da Cosac Naify, em que a sobrecapa do livro se transforma numa luminária.

E as minhas leituras (clique na imagem do livro para ver texto aqui no blog ou informações do Goodreads):

08_serena09_laranja0110_wood13_sentido
.
11_chocolate12_collector14_espadas15_semfim

Coincidentemente, a metade dos livros têm histórias que se passam nas décadas de 60/70 e três foram lidos para o Fórum Entre Pontos e Vírgulas.

Dos que não comentei por aqui:

A Fantástica Fábrica de Chocolate, de Roald Dahl – a história não era nenhuma novidade pra mim, talvez por isso não tenha me surpreendido tanto, já que as adaptações para o cinema são bem fiéis. Mesmo assim gostei, e tenho vontade de ler alguns outros livros do autor, como Matilda e As Bruxas.

O Colecionador, de John Fowles – lido para o fórum, foi um livro que achei muito bem escrito e envolvente, mas com uma temática que me incomoda bastante. Consegui um exemplar em português fazendo uma troca no skoob, mas como o livro veio muito velho acabei lendo em inglês mesmo, no kindle.

A Tormenta de Espadas [As Crônicas de Gelo e Fogo, #3], de George R.R. Martin – começa devagar, mas do meio para o fim justifica ser considerado um dos melhores da série. Li para me preparar para a terceira temporada da série de tv e estou ansiosa para ver como vão adaptá-lo. Achei que a escrita do Martin deu uma caída em relação aos outros livros, mas pode ser problema de tradução. Contudo, no que diz respeito à trama, nesse ele caprichou.

A História sem Fim, de Michael Ende – esse livro tem grandes qualidades narrativas, mas senti falta de uma certa linearidade, em certo ponto ele toma um rumo episódico que coloca a história principal em segundo plano. Adorei os personagens Atreiú e Fuchur, mas não simpatizei muito com o Bastian, ainda que seja legal que o personagem principal tenha tantas facetas e não seja exatamente bonzinho. Não cheguei a ver o filme na infância – sei lá eu por que essa sessão da tarde não aconteceu pra mim – mas sempre achei muito estranha a produção do dragão Fuchur, que mais parece um cachorro. Pude vê-lo agora e apesar de continuar achando estranho esse Fuchur (que no filme se chama Falkor), até que é uma boa adaptação, bem no estilo dos anos 80. Fiquei surpresa, contudo, ao ver que o filme só cobre metade do livro.

Anúncios

12 comentários sobre “Livros e Leituras de Fevereiro e Março

  1. Estou cobiçando essas graphic novels e a caixa das 1001 noites. Ah… e em fevereiro acabei comprando Solanin por causa da Luara também…rs
    E achei que eu fosse a única a ter crescido nos anos 80 sem ter assistido à adaptação de “A história sem fim”. Já vi vários trechos, mas nunca o filme inteiro. Nunca me atraiu o suficiente.
    bjo

    1. Pois é, Michelle, eu também sempre achei esquisita A História sem Fim, mas ao mesmo tempo eu sentia falta de ter a referência, já que fez parte da nossa geração. Quem sabe um dia não façam uma adaptação bacana um dia? Não que o filme seja ruim, mas está muito datado já.
      Olha 1001 noites eu fiz questão de ter porque é muito legal! Agora não, mas quero muito retomar a leitura.
      Beijo, querida! =)

  2. Fiquei muito tentado quando vi essa coleção das Mil e uma Noites algum tempo atrás.
    É uma pergunta geralmente que não mostra surpresa nas respostas, mas quanto a Fantástica Fabrica de Chocolates, preferiu o livro ou os filmes? E qual dos filmes considerou mais próximo do livro, ou qual é o seu favorito entre os dois?

    Abraços 😀

    1. Filipe, não sei se vai ser uma surpresa, mas prefiro a adaptação de 1971, gosto mais que o livro. Não nego que deve ter aí um pouco de nostalgia da infância pois o filme me marcou muito quando eu era criança, mas eu esperava um pouco mais do livro.
      Talvez a versão do Tim Burton seja um pouco mais fiel (lembro pouco deste filme), mas ambas cobrem bem o espírito da história.
      Apesar do título da obra, não há como negar que o grande personagem é Wonka, e o do Gene Wilder é ótimo. =)

  3. A edição definitiva americana de Sandman é perfeita. Coleciono a versão em português, bonita, mas não tão charmosa, rs.

    Tenho muita vontade de ler ‘Retalhos’ e ‘Habibi’. O traço do Thompson é bem interessante.

    Lua, você vai adorar Solanin e Matadouro 5! Acho que vou importar minhas impressões do mangá Solanin para o lulunettes. Ah, só avisando que Solanin tem filme [2010] (^_^).

    Abraço!

    1. Lulu, a versão em português é legal também, na época em que pensei em comprar o volume 1 estava esgotado e pensei que seria melhor investir na americana porque eu já tenho quase todos os volumes da versão Conrad, que era muito legal também.
      Tenho que começar o Solanin, também acho que irei gostar! =)
      Bj!

  4. Oi, tudo bem? 🙂
    Sempre que passo numa banca que vende livros, paro e procuro Solanin e Matadouro 5, não achei ainda, após uns bons meses em busca deles, acredito que no dia em que achá-los vou comemorar tanto que vão me chamar de louca, rs.
    A Luara falou tão bem que mesmo não tendo lido, já disse para alguns colegas procurem para ler também 😀
    Eu adorei Retalhos, agora preciso ler Habibi que desde antes do lançamento já sonhava com ele, eu deveria tê-lo comprado quando vi numa promoção super bacana :\
    Eu quero tanto ler os livros do Roald Dahl, acho que não serei uma adulta feliz se não os ler, ai, quanto exagero, rs.
    Comecei a ler A História Sem Fim quando tinha 12, 13 anos, não gostei! O filme acho incrível, bem anos 80 mesmo. Comprei uma edição em capa dura e desse ano, não passa esse livro.

    Beigos!

    1. Oi, Maura!
      Você vai encontrar sim! Vai em livrarias diferentes, em algumas eu também não achei, mas quando parei de procurar apareceram na minha frente, rs.
      Penso em comprar uma edição bonita de A História sem Fim, depois vou procurar. Não foi um infantil preferido, mas acho que vale a pena.
      Beijo e obrigada pela visita! =)

Deixe um comentário e eu responderei aqui mesmo. Obrigada pela visita!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s