Contos de Lugares Distantes – Shaun Tan


Há certos livros que a gente sabe que vai gostar. Não é nem uma questão de criar expectativas, mas de ter uma intuição de que o livro já conversa com você antes de você começar a lê-lo. Esse livro de contos de Shaun Tan é um desses que ficou me chamando da estante, querendo ser lido urgentemente. Mal começo e já sei que ele é dos meus e que irá entrar no rol dos preferidos.

Shaun Tan conta suas histórias tanto (ou mais) pelas imagens quanto pelo texto escrito, ou melhor dizendo, suas imagens não são ilustrações simplesmente: muitas vezes é o texto que vai ilustrar a imagem. Algumas são pinturas extremamente simbólicas que parecem falar diretamente com nosso inconsciente, tornando-as difíceis de decifrar com palavras, como nos contos País Nenhum ou História do Vovô. Outras são mais simples e diretas, como em Faça seu próprio animal de estimação, em que o texto escrito toma a responsabilidade poética.

Os 15 contos são histórias de subúrbios, que bem poderiam ser de cidades pequenas, de lugares em que há muito espaço e pouca gente, muito tédio e pouca novidade. Esses lugares distantes possuem mais campo para deixar entrar o inusitado no cotidiano, tornando-o fantástico: um búfalo que aponta o caminho certo, uma vingança canina, um natal ao contrário, um dugongo na grama do vizinho… Não pelo efeito do inesperado, mas pela poesia que surge destas situações que sacodem a rotina e transformam a vida.

“Que sensação marcante e inominável é esta, que acontece bem no instante do salto: algo que parece tristeza e pesar, uma vontade súbita de ter seu presente de volta, agarrado ao peito, sabendo que certamente nunca o verá de novo. Então você se solta, deixando os músculos relaxarem, os pulmões esvaziarem, e no remanso da saudade permanece uma imagem às margens da memória: a imensa rena no seu telhado, fazendo uma reverência.”

Meus preferidos foram País Nenhum (um lugar secreto dentro de um lar), Ressaca (sobre abandono), Velório (impactante), História do Vovô (uma visão muito poética e bem-humorada sobre casamento) e Chuva ao Longe (o que acontece com os poemas que ninguém lê?). Para quem quiser conhecer melhor o autor, hoje saiu no blog da Cosac Naify um texto dele sobre seu processo criativo e de qual seria o papel das imagens nos livros ilustrados, vale a pena ler!

__
Livros relacionados:

Anúncios

5 comentários sobre “Contos de Lugares Distantes – Shaun Tan

  1. Não precisa falar mais nada. Suas palavras, essas imagens e um texto de Neil Gaiman na contracapa já me convenceram a conhecer essa maravilha. Mais um para a lista!
    bjo

  2. Concordando com a Michele: mais um pra lista!
    Seu blog está virando um guia de coisas que quero ler, seus posts despertam muita vontade/curiosidade e são uma delícia de ler!
    Dei uma olhada sobre o Shaun, as ilustrações dele são belíssimas!
    Obrigadão pela dica!
    Bju

    1. Puxa, Cah, obrigada! Que bom! Adoro o seu blog, fico muito feliz que você esteja gostando do meu espaço também. O Shaun é incrível mesmo! =) Beijão!

Deixe um comentário e eu responderei aqui mesmo. Obrigada pela visita!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s